O seu Blog de Psicometria

Tenha acesso à nossa enciclopédia virtual de conhecimento em Psicometria e Análise de Dados

Junte-se a mais de 22.300 membros e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Compartilhe nas Redes Sociais

O que é Ancova – Análise de Covariância

Alex França

fev 14, 2023

Aqui no blog já vimos o que é ANOVA e quando e como podemos utilizá-la. Agora vamos ver o que é e quando utilizar a ANCOVA – Análise de Covariância.

A ANCOVA é uma técnica estatística que ajuda a entender a relação entre uma variável dependente (aquela que queremos entender ou prever) e uma variável independente (aquela que influencia a variável dependente), enquanto controla os efeitos de outras variáveis que não são de interesse principal na análise.

Em outras palavras, a ANCOVA nos ajuda a entender se a variável independente tem um efeito significativo na variável dependente, mesmo quando há outras variáveis que podem estar afetando o desfecho. Essas outras variáveis que podem estar afetando o resultado são denominadas de covariáveis.

Uma covariável é uma variável que não faz parte da manipulação experimental principal, mas que exerce influência na variável dependente. Portanto, se, antecipadamente prevermos que uma variável pode influenciar no desfecho do nosso estudo, ela pode ser medida e entrar na análise como uma covariável.

Por exemplo, em uma pesquisa sobre a eficácia de uma intervenção de terapia cognitivo-comportamental (TCC) para reduzir a ansiedade em adolescentes, o pesquisador divide aleatoriamente os participantes em um grupo experimental e um grupo controle. Para medir a eficácia da intervenção, o pesquisador utiliza um questionário padronizado para medir a ansiedade dos participantes antes e depois da intervenção.

No entanto, o pesquisador sabe que a ansiedade dos participantes pode ser influenciada por fatores como a idade, o sexo e o nível socioeconômico. Para controlar o efeito desses fatores, ele decide usar a ANCOVA. Ele coleta informações sobre a idade, o sexo e o nível socioeconômico dos participantes e inclui essas variáveis como covariáveis na análise. Dessa forma, o pesquisador tem maior controle experimental e obtém uma medida mais pura da manipulação experimental. Poderá saber se TCC foi eficaz (ou não) na redução dos sintomas de ansiedade em adolescentes, após o controle de outras variáveis importantes que poderiam afetar o desfecho.

Para obter resultados precisos ao utilizar a ANCOVA, além de selecionar cuidadosamente a covariável a ser incluída na análise, devemos garantir que certas suposições sejam cumpridas. É fundamental que a variável de resposta seja normalmente distribuída, que as variâncias sejam homogêneas, que os coeficientes de regressão sejam iguais e que exista uma relação linear entre a covariável e a variável de resposta.

Para saber mais detalhes sobre a ANCOVA você pode buscar pelo livro Descobrindo a Estatística usando o SPSS, de Andy Field. E também, se inscrever na nossa newsletter para ficar por dentro das novidades!

Em breve teremos mais conteúdo sobre ANCOVA, inclusive um passo a passo básico para realizar uma ANCOVA no SPSS.

Gostou desse conteúdo? Precisa aprender Análise de dados? Faça parte da Psicometria Online Academy: a maior formação de pesquisadores quantitativos da América Latina. Conheça toda nossa estrutura aqui e nunca mais passe trabalho sozinho(a).

Bruno Figueiredo Damásio

Sou Psicólogo, mestre e doutor em Psicologia. Venho me dedicando à Psicometria desde 2007.

Fui professor e chefe do Departamento de Psicometria da UFRJ durante os anos de 2013 a 2020. Fui editor-chefe da revista Trends in Psychology, da Sociedade Brasileira de Psicologia (SBP) e Editor-Associado da Spanish Journal of Psychology, na sub-seção Psicometria e Métodos Quantitativos.

Tenho mais de 50 artigos publicados e mais de 5000 citações, nas melhores revistas nacionais e internacionais.

Compartilhe sua opinião sobre este post

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts sugeridos

Como lidar com os pressupostos da Análise de Variância (ANOVA)?

Qual é a diferença entre covariância e correlação?

Diferenças entre Modelos Lineares e Modelos Lineares Generalizados (GLMs)

Conteúdo

Mais lidos

O que é regressão linear simples?

O que é correlação de Pearson?

O que é o teste de Shapiro-Wilk?

Teste t de Student

Postados recentemente

Curso R para Iniciantes

Como criar gráficos no R com o ggplot2?

Quais pacotes usar na análise fatorial exploratória no R?

Como reestruturar o formato do banco de dados no R?

Deseja se tornar completamente autônomo e independente na análise dos seus dados?

Junte-se a mais de 22.300 membros e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Bruno Figueiredo Damásio

Sou Psicólogo, mestre e doutor em Psicologia. Venho me dedicando à Psicometria desde 2007.

 

Fui professor e chefe do Departamento de Psicometria da UFRJ durante os anos de 2013 a 2020. Fui editor-chefe da revista Trends in Psychology, da Sociedade Brasileira de Psicologia (SBP) e Editor-Associado da Spanish Journal of Psychology, na sub-seção Psicometria e Métodos Quantitativos.

 

Tenho mais de 50 artigos publicados e mais de 5000 citações, nas melhores revistas nacionais e internacionais. Atualmente, me dedico a formação de novos pesquisadores, através da Psicometria Online Academy. Minha missão é ampliar a formação em Psicometria no Brasil e lhe auxiliar a conquistar os seus objetivos profissionais.

Compartilhe sua opinião sobre este post

Posts sugeridos

Como lidar com os pressupostos da Análise de Variância (ANOVA)?

Qual é a diferença entre covariância e correlação?

Diferenças entre Modelos Lineares e Modelos Lineares Generalizados (GLMs)

Categorias