O seu Blog de Psicometria

Tenha acesso à nossa enciclopédia virtual de conhecimento em Psicometria e Análise de Dados

Junte-se a mais de 22.300 membros e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Compartilhe nas Redes Sociais

Coeficiente Kappa de Cohen

Bruno Damásio

maio 11, 2021

O coeficiente Kappa, simbolizado pela letra grega minúscula κ e criado pelo estatístico Jacob Cohen (1960), mede a concordância entre dois avaliadores, cada um classificando N itens em C categorias mutuamente exclusivas.

Em outras palavras, é uma medida quantitativa de confiabilidade para dois avaliadores que estão julgando a mesma coisa, corrigida pela frequência com que os avaliadores podem concordar por acaso.

A equação usada para calcular o Kappa é:

Onde: Pr (α) representa a concordância observada real, e Pr (e) representa concordância por acaso.

Existem outros coeficientes Kappa?

O Kappa de Cohen é o mais usado e avalia a concordância entre dois examinadores (ou dois métodos). Por outro lado, Fleiss (1981) propôs uma extensão do Kappa para o caso em que há mais de dois examinadores (ou métodos), que foi denominada Kappa Generalizado ou Kappa de Fleiss.

Outra extensão do Kappa com grande aplicabilidade é o Kappa Ponderado, que visa distinguir as discordâncias/concordâncias atribuindo pesos diferentes para cada tipo (por exemplo, em leves, moderadas e graves).

Bem, mas agora, vamos aprender a calcular o Kappa de Cohen (para dois avaliadores).

Como calcular o coeficiente Kappa no SPSS?

Para calcular o Coeficiente Kappa de Cohen no SPSS clique em Analisar –> Estatísticas Descritivas –> Tabela de referência cruzada.

Posteriormente, transfere um avaliador ao quadro “Linha(s)” e o outro avaliador ao quadro “Coluna(s)” (a ordem de colocação dos avaliadores é irrelevante).

Agora, marque a opção “Kappa” da aba “Estatísticas”.

Finalmente, nos resultados, a tabela “Medidas Simétricas” proporcionara o valor de Kappa de Cohen e a sua significância.

Como interpretar o coeficiente Kappa?

Teoricamente, o valor máximo de Kappa pode ser 1 quando ambos os juízes tomam a mesma decisão para todos os itens. A seguinte tabela nos proporciona índices e concordância para cada valor de Kappa segundo MacHugh (2012):

Considerando este valores, qualquer Kappa abaixo de 0,60 indica concordância inadequada entre os avaliadores. Um kappa negativo representa concordância pior do que o esperado, ou desacordo.

Gostou desse conteúdo? Precisa aprender Análise de dados? Faça parte da Psicometria Online Academy: a maior formação de pesquisadores quantitativos da América Latina. Conheça toda nossa estrutura aqui e nunca mais passe trabalho sozinho(a).

Referências:

COHEN J. A (1960). Coefficient of agreement for nominal scales. Journal of Educational and Measurement, v.20, n.1, p.37-46. 

FLEISS JL. (1981). Statistical methods for rates and proportions. New York: John Wiley. p. 212-36.

McHUGH, M. L. (2012). Interrater reliability: the kappa statistic. Biochemia medica: Biochemia medica, 22(3), 276-282.

Bruno Figueiredo Damásio

Sou Psicólogo, mestre e doutor em Psicologia. Venho me dedicando à Psicometria desde 2007.

Fui professor e chefe do Departamento de Psicometria da UFRJ durante os anos de 2013 a 2020. Fui editor-chefe da revista Trends in Psychology, da Sociedade Brasileira de Psicologia (SBP) e Editor-Associado da Spanish Journal of Psychology, na sub-seção Psicometria e Métodos Quantitativos.

Tenho mais de 50 artigos publicados e mais de 5000 citações, nas melhores revistas nacionais e internacionais.

Compartilhe sua opinião sobre este post

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts sugeridos

Compreendendo os índices de validade de conteúdo

Qual a diferença entre fidedignidade e validade de um teste

Validade Baseada no Processo de Resposta

Conteúdo

Mais lidos

O que é regressão linear simples?

O que é correlação de Pearson?

O que é o teste de Shapiro-Wilk?

Teste t de Student

Postados recentemente

Curso R para Iniciantes

Como criar gráficos no R com o ggplot2?

Quais pacotes usar na análise fatorial exploratória no R?

Como reestruturar o formato do banco de dados no R?

Deseja se tornar completamente autônomo e independente na análise dos seus dados?

Junte-se a mais de 22.300 membros e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Bruno Figueiredo Damásio

Sou Psicólogo, mestre e doutor em Psicologia. Venho me dedicando à Psicometria desde 2007.

 

Fui professor e chefe do Departamento de Psicometria da UFRJ durante os anos de 2013 a 2020. Fui editor-chefe da revista Trends in Psychology, da Sociedade Brasileira de Psicologia (SBP) e Editor-Associado da Spanish Journal of Psychology, na sub-seção Psicometria e Métodos Quantitativos.

 

Tenho mais de 50 artigos publicados e mais de 5000 citações, nas melhores revistas nacionais e internacionais. Atualmente, me dedico a formação de novos pesquisadores, através da Psicometria Online Academy. Minha missão é ampliar a formação em Psicometria no Brasil e lhe auxiliar a conquistar os seus objetivos profissionais.

Compartilhe sua opinião sobre este post

Posts sugeridos

Compreendendo os índices de validade de conteúdo

Qual a diferença entre fidedignidade e validade de um teste

Validade Baseada no Processo de Resposta

Categorias